qui, 21 de setembro

Cloud e Web a nova tendência

Quando falamos de Cloud, falamos muito mais do que apenas um jeito de armazenar dados, vai além disso, pois vivemos numa geração em que praticamente tudo é hospedado em nuvem, sistemas são construídos e utilizados na Web, entre outros tantos tipos de aplicações.

É notável como a Microsoft, Google e outros gigantes da tecnologia estão apostando na nuvem e aplicações online, o Office 365, Azure, Google Cloud Platform e outras ferramentas são exemplo disso, mas por quê?

Vejamos…

1

O PÚBLICO

 

Os usuários de sistemas, tanto informais, quanto de diferentes níveis hierárquicos dentro de uma empresa, hoje exigem mais. Querem poder consultar como está seu negócio pelo celular, por exemplo, ou mostrar o status de sua empresa em tempo real para investidores em uma viagem de negócios.

Já se referindo a usuários finais (geralmente domésticos), eles querem poder fazer backups de seus documentos e dados e consultá-los de onde estiverem, sem ter que para isso, ficar enviando e-mails ou guardando em seus micros locais.

Olhando para esse cenário, o mercado precisou se mexer, e uma mudança está acontecendo agora mesmo, a inovação esperada por tantos já é uma realidade.

 

2

IOT

 

Conceito que aos poucos está ganhando força, a internet das coisas ou Internet of things promete conectar diversos tipos de dispositivos à rede, proporcionando ações e interações entre eles de qualquer lugar.

Suponhamos que você esteja no trabalho e comece a chover, mas lembra que ao sair de casa você deixou as janelas abertas, o princípio da IOT é, nesse caso, permitir que você feche as janelas de onde estiver, até mesmo pelo seu celular, e ainda consulte se realmente está chovendo em sua residência ou não.

Podemos dizer então, que seu princípio é conectar praticamente todos os tipos de eletrônicos, dispositivos, eletrodomésticos, sensores a nuvem, e com isso você poder gerencia-los e até mesmo faze-los trabalhar em conjunto.

 

3

 

BIG DATA

 

Da criação da internet para cá, vários dados foram coletados sobre tudo, e hoje, redes sociais e outras ferramentas coletam milhões de informações por dia. Para trabalhar em cima de tantos dados, um hardware potente fez-se necessário.

Uma empresa de grande porte, por exemplo, necessitaria de um servidor imenso e poderoso para o processamento e análise dessas informações, além de softwares inteligentes que pudessem interpretar esses dados da forma desejada.

Nesse momento entrariam em cena as gigantes de tecnologia, cedendo suas soluções de ponta e softwares inteligentes contemplados com IA. Essas empresas vêm disponibilizando a possibilidade de trabalhar em cima de imensas bases de dados, utilizando o potencial de seus servidores e suas ferramentas.

Nestas plataformas não só é possível trabalhar com grandes bases de dados ou aprendizado de máquina (Machine Learning), mas também, criar máquinas virtuais, desenvolver aplicações, conecta-las a outras e a sensores, isso para citar algumas possibilidades.

 

Note que tudo que dissemos está interligado, e esse é o princípio da transformação digital pela qual estamos passando. Especialistas informam que atualmente vivemos a terceira onda da Internet (termo utilizado para as mudanças que a internet está passando), e ela trará consigo muitos benefícios, exemplos dele já são o IPV6 (protocolo de internet) capaz de prover milhões de vezes mais conexões que seu anterior (o IPV4), e o 5G (quinta geração de internet móvel), que não chegou ao Brasil ainda, mas que promete grande velocidade de navegação, assim como a conexão de diversos tipos de dispositivos à internet com facilidade.

Conheça nosso curso oficial MCSA Cloud Platform e não fique para trás diante das novas tendências.